Resenha | Vidas Muito Boas

Antes de tudo, é preciso dizer que “Vidas Muito Boas” (Editora Rocco, 80 páginas com tradução de Rita Vynagre) não é um novo romance de J.K. Rowling. Trata-se, na verdade, da transcrição do discurso da autora como paraninfa na Universidade de Harvard em 2008. Inclusive, o texto foi escrito em primeira pessoa, voz narrativa que Rowling não costuma usar em seus livros. Porém, não se deixe enganar, pois se trata de uma obra tão inspiradora quanto qualquer aventura contada pela criadora de Harry Potter.

Continuar lendo “Resenha | Vidas Muito Boas”