Resenha | Ghost Talkers

É uma pena que Mary Robinette Kowal nunca tenha sido publicada no Brasil. A autora de Ghost Talkers – objeto desta resenha – percorreu uma trajetória um tanto peculiar. Mary começou sua jornada profissional como marionetista, profissão que mantém até hoje através da própria produtora, atuando em produções como Os Muppets. Mais tarde, começou a escrever ficção e desde então esta é sua principal ocupação. Além disso, ela também é narradora de jogos e audiolivros, incluindo obras de autores como John Scalzi e Neal Stephenson, além, é claro, das próprias obras.

Mary Robinette Kowal
Mary Robinette Kowal. Fevereiro de 2012. Fonte: Goodreads.

Continuar lendo “Resenha | Ghost Talkers”

Conto | Força da Natureza

Após horas de caminhada, o explorador viu algo que mudaria sua vida para sempre. As pernas cansadas fraquejaram quando ele parou para tomar fôlego e observar os itens a sua volta.

Itens. Mercadorias. Esses foram os termos que passaram pela sua mente assim que percebeu o que era a vastidão colorida que ele estava desbravando cada vez mais. A fonte de desejo era a floresta amazônica, onde, perto da fronteira com o Acre, o explorador soube que poderia encontrar não só plantas, mas também pedras raras para vender.

Ele se curvou e olhou com mais cuidado para uma planta roxa que não conhecia. Era raro que não reconhecesse algo da vasta flora do país. Desde as folhas roxas pontudas até os filamentos alaranjados, o espécime ganhou sua curiosidade, já que havia poucas como aquela naquela clareira. Já imaginava quais eram suas propriedades e o quanto poderia faturar com ela.

Continuar lendo “Conto | Força da Natureza”

Resenha | Saga

(O texto abaixo não contém spoilers)

image2

A história de amor de Romeu e Julieta teve um fim trágico, mas como teria sido a vida de ambos, caso continuassem vivos? Será que o amor deles venceria tudo? Saga, de Brian K. Vaughan (obrigado por ter feito “Fugitivos”) e Fiona Staples é um Romeu e Julieta no qual os personagens decidem continuar seu amor e viajar por um universo “parecido” com o de Star Wars. OK, esse é um jeito muito raso para definir “Saga”, mas fica comigo que já explico porquê esse quadrinho é uma das melhores e mais apaixonantes obras dos últimos anos.

No quadrinho, acompanhamos a história de Marko e Alana, dois soldados em lados opostos de uma guerra que já dura tanto tempo que nenhum dos lados lembra o real motivo dela ter começado, porém, ambos os lados compartilham um ódio mútuo. Apesar da baixa probabilidade, Marko e Alana se apaixonam, fogem juntos e tem uma filha. Atrás deles, a fúria de dois exércitos que temem o que a união do casal e o fruto desse relacionamento representa para a guerra.

Continuar lendo “Resenha | Saga”

Conto | Um Levante na Noite

Havia uma goteira no abrigo. Uma goteira insistente que, mesmo após a tempestade ter se dissipado, persistia. Itta contava as gotas que caíam e agradecia internamente por aquela ser a única goteira. Nas últimas chuvas, o teto quase cedera e tiveram que passar muito tempo substituindo a madeira velha, que cobria o local abafado sem janelas e com portas reforçadas. Seu abrigo e prisão nos últimos três anos.

Ela rolou no chão de terra batida, procurando uma posição menos desconfortável. O dia fora longo. Os capatazes os fizeram trabalhar além do horário, pareciam ter pressa em extrair os minérios. Muita pressa.

Continuar lendo “Conto | Um Levante na Noite”

Conto | A Torre de Marfim

No sonho, o elefante morto levanta em meio à multidão que o cerca e vem na minha direção. Quero fugir, mas meu corpo não obedece. Ele para diante de mim, e começa a falar. Sua voz está por todo lado e me causa arrepios pavorosos, pois não é som o que eu escuto, e nem poderia ser, pois metade da sua cabeça foi removida. O branco deve cair, o branco deve cair ele repete sem parar. É sempre assim no meu sonho.

Depois disso, o elefante colossal desaba e minha irmã começa a gritar, e eu acordo. Continuar lendo “Conto | A Torre de Marfim”

Conto | Descendo

Carlos correu em direção ao elevador, mas não conseguiria chegar antes dele terminar de se fechar. De repente, uma mão vinda de dentro do elevador segurou a porta. Carlos respirou aliviado e entrou.

“Obrigado ”,  disse Carlos com as mãos sobre o peito, tentando recuperar o fôlego.

“De nada ”, disse o senhor que trajava um impecável terno branco e aparentava estar na casa dos sessenta.

Continuar lendo “Conto | Descendo”

Conto | O Caminho da Estrela

A mochila carregada pesava em seus ombros. Dentro havia apenas dois livros escolares, o resto eram suas histórias preferidas que gostava de carregar consigo, sempre preparada para quando se sentisse sozinha ou perdida. Alice tinha cabelo curto, olhos grandes e sonhadores e os joelhos e cotovelos ralados por causa de suas aventuras no jardim de casa. Era baixa para uma garota de 10 anos, mas não se importava com isso, apesar das brincadeiras dos colegas de sala. Continuar lendo “Conto | O Caminho da Estrela”