Lista | 12 escritores que todo mundo deveria ler

Todo escritor é, acima de tudo, leitor. Não poderia ser diferente conosco, escritores do Conte Histórias. Aprendemos a sonhar com nossos autores preferidos e a desejar, mais do que tudo, poder compartilhar nossas histórias também com o mundo. Graças a eles estamos aqui, escrevendo e conquistando novos caminhos através de papel e caneta ou do teclado do computador. Por isso, neste Dia do Escritor, homenageamos aqui 12 escritores que influenciaram não só a nossa escrita, mas também um pouco de quem somos hoje.

Veja a nossa lista: Continuar lendo “Lista | 12 escritores que todo mundo deveria ler”

Entrevista | Rob Gordon

Por: Cesar Gaglioni

Todo escritor iniciante tem muitos questionamentos dentro de si: por onde começar? Quais são os erros mais comuns? Minha trilogia épica fantástica será publicada? Eu serei o novo Stephen King? O direcionamento que cada um dá para essas questões determina a qualidade de seu trabalho e as chances de ter seu manuscrito reconhecido. Numa conversa bastante descontraída com Rob Gordon, cronista do Championship Vinyl e do Championship Chronicles, apresentador do podcast Gente que Escreve ao lado de Fábio M. Barreto, roteirista da HQ Terapia e profissional do Word, fizemos essas e outras perguntas. Continuar lendo “Entrevista | Rob Gordon”

Artigo | O trabalho sanguinolento e visceral do escritor

Por: Camila Servello Aguirre

No Brasil, ser escritor é narrar histórias escritas com o próprio sangue, direto do pulso.

Li algo parecido quando iniciei minha carreira de escritora. Na época, fiquei maravilhada com esses dizeres. Era simplesmente poético. Teria tatuado facilmente, gravando esta frase para sempre na pele. Um pouco exagerado realmente, mas até hoje considero uma das maiores verdades sobre a vida de autor nacional. Continuar lendo “Artigo | O trabalho sanguinolento e visceral do escritor”

Artigo | O leitor, o escritor e o texto

Por: Rodrigo Chama

O que é metalinguagem? Se você ficou em dúvida ou não sabe, resista à vontade de abrir outra janela e consultar o Google. A verdade da metalinguagem não está lá fora. Esta é sua principal característica: A linguagem apontando para si mesma. Literatura, Música, Pintura, Cinema. Todas as formas de arte usam e abusam da autoreferenciação, tornando o código mais complexo.  O título deste artigo é uma singela homenagem a um clássico do western europeu “O bom, o mau e o feio”, de Sérgio Leone. Verá que os papéis de recepção e emissão são constantemente alterados para a construção do leitor, do escritor e do texto. Continuar lendo “Artigo | O leitor, o escritor e o texto”