Conto | O homem, a caverna e o grande truque

Por: Cesar Gaglioni

O viajante já estava caminhando há três dias e três noites. Seus pés doíam, sua cabeça latejava. Sentia fome e acreditava que seria capaz de comer os próprios dedos se não encontrasse alimento nas próximas horas.

A chuva respingava em seu rosto e trazia pelo menos algum alívio no calvário. Precisava de um abrigo para deixar suas coisas e partir para a caça. Encontrou uma caverna. Deparou-se com uma entrada colossal, com metros de altura e largura. Com cautela, adentrou a abertura. Sua tocha iluminava pouco, mas o suficiente para ele ter a certeza de que alguém já havia passado por lá antes.  Poucos metros depois começou a vislumbrar os cadáveres. Os mortos ali jaziam com uma expressão de completo horror em seus rostos. Agonia congelada em uma expressão facial que perduraria pela eternidade. Continuar lendo “Conto | O homem, a caverna e o grande truque”

Conto | Happy You

Por: Dyego Alekssander Maas

Instalar o Plugin da Felicidade foi a decisão mais difícil que já tomei, e também a mais burra e inconsequente. Mas as consequências dos maiores erros não vêm na forma de uma morte rápida e misericordiosa, não… elas espreitam em silêncio por muito tempo e quando aparecem se mostram opressoras e cruéis. Enquanto assisto impotente a lenta evolução da barra de progresso, alimento a esperança de que não é tarde demais para voltar atrás e salvar o pouco que me resta.

Há dois anos eu tinha tudo e me considerava a pessoa mais sortuda do mundo. Se bem que toda pessoa realmente apaixonada deve se sentir assim… eu tinha o melhor marido e uma vida crescendo dentro de mim. Minha barriga crescera bastante nos últimos sete meses e meu passatempo preferido era passar as tardes ensolaradas no bosque nos fundos de casa, sentada numa cadeira de descanso lendo um romance. Eu lia em voz alta, para mim e para o meu pequeno Guilherme. Quando não estava viajando, meu marido lia para nós três. Era uma coisa especial, uma coisa só nossa. Mas o que é bom demais dura pouco e numa noite chuvosa no auge do inverno eu perdi tudo isso. Continuar lendo “Conto | Happy You”

Conto | Cartão de Crédito Platinum

Por: Camila Servello Aguirre

O dinheiro compra tudo e ele, com os seus milhões, sabia bem disso.

Não foi nem um pouco difícil conseguir um daqueles aviões jumbo, muitas vezes usados no transporte de carga. Daqueles que têm uma porta monstruosa no final do bojo. Gastou uma parte da sua fortuna conquistada no mercado de ações alugando um para si.

Conseguir o piloto foi um pouco mais difícil. O roteiro da viagem não era dos mais convidativos. Quem, em sã consciência, toparia sobrevoar o Triângulo das Bermudas? Mas ele encontrou um veterano da Guerra do Iraque perturbado o suficiente e confiante ao extremo para aceitar aquela empreitada. Precisou de um pequeno desvio do trajeto, pois não sobrevoariam diretamente o lugar e, claro, uma quantia volumosa de dinheiro para massagear o ego do sujeito. Continuar lendo “Conto | Cartão de Crédito Platinum”

Conto | A Partida

Por: Rodrigo Chama

Do meu quarto já posso ouvir as portas batendo, os passos se aproximando pelo corredor e a maçaneta sendo girada com cautela. Ah, logo serei “acordado” e chamado a cumprir meu compromisso de domingo de manhã. É dia de futebol.

Este não é um compromisso recente, pois se trata de uma tradição familiar. Sim, os Campos carregam, no nome e DNA, a fama de bons esportistas. Aliás, o campeonato municipal tem o nome do meu pai como homenagem. Continuar lendo “Conto | A Partida”

Conto | Transformação

Por: Tiara Gonçalves

Carlos não tinha medo do escuro. Era na luz que os perigos se mostravam.

A escola com suas regras, explícitas ou não, sempre o apavorava. As pessoas nas ruas que o julgavam e olhavam com desdém, eram monstros atormentando seus sonhos. A família cheia de preconceitos era o seu principal algoz. Carlos temia sair às ruas, temia se mostrar como realmente era. Aquela sociedade, dita normal, não era o seu lugar. Somente na escuridão ele estaria seguro. Continuar lendo “Conto | Transformação”

Conto | A Floresta e o Relâmpago

Por: Vitória Castro

O vazio é como uma doença que se prolifera lenta e constantemente, mantendo-se sempre à espreita de uma oportunidade propícia para atacar; o corpo é uma floresta, que pulsa com vida, preenchida de oxigênio. O inevitável relâmpago, em uma tempestade, rasga os céus, criando trajetórias sinuosas e ramificações irregulares, iluminando a escuridão com seu clarão azulado, gerado pela descarga elétrica entre duas nuvens carregadas de uma alma ferida.

O trovão ecoa tal qual tambores indígenas que antecedem um ritual, potente como um tiro e opressor como um tirano, avisando do perigo que se aproxima gradualmente. Sem motivo aparente, a chuva chega e despenca, interrompendo a paz; inundando a mata rasteira e fazendo encostas inteiras deslizarem. Continuar lendo “Conto | A Floresta e o Relâmpago”

Conto | Sob os Olhos da Nova Espécie

Por: Leonardo Santhos

Morremos todos os dias. O que fomos ontem não seremos amanhã. Nossas células se transformam a cada dia e fazem da água em nossos corpos vapor. Mas a memória é de rocha, assim como nossos feitos, sejam eles bons ou ruins.

Passei a vida inteira fugindo. De amigos que não me aceitavam, amores que não se interessavam ou mesmo da família que não me queria. Relacionamentos me faziam alvo de chacota e zombaria, por isso fugia. Percebia rápido quando não me aceitariam, e com isso aprendi a ficar invisível, discreto, misturado na multidão medíocre. Talvez seja esse o meu destino. Ficar só. E cá estou eu, na companhia de minha lente de aumento e minhas amostras. Continuar lendo “Conto | Sob os Olhos da Nova Espécie”