Top 10 – Mais lidos de 2017

2017 foi um ano bastante agitado para o Conte Histórias, com um monte de conteúdo novo para você. Foram 16 novos contos, 3 crônicas, 15 resenhas e 3 artigos, além de 3 entrevistas incríveis com escritores brasileiros. E tudo isso você pode conferir aqui.

Quer saber quais são nossos posts de maior sucesso? Abaixo, preparamos uma lista com os dez posts mais lidos de 2017:

10º – O goleiro da Cidade de Deus – Crônica
“Zezé não nasceu na Cidade de Deus, mas a Cidade de Deus nascera e crescera com ele. Sua família fora uma das muitas que foram desalojadas na Gávea e alocadas na nova comunidade na Zona Oeste do Rio de Janeiro. No entanto, ninguém nunca pediu alguma autorização a essas famílias…”
Por: Adele Lazarin

Continuar lendo “Top 10 – Mais lidos de 2017”

Resenha | A Revolução dos Bichos

A HISTÓRIA POR TRÁS DA ESTÓRIA

Nos últimos anos, autores de qualquer lugar do mundo passaram a contar com novos meios para publicar suas obras. A autopublicação eliminou as barreiras que impediam muitas delas de verem a luz do dia, possibilitando a independência do crivo editorial. Em 1943, não havia tal opção.

A Revolução dos Bichos (Animal Farm, no original em inglês), de George Orwell, teve um começo difícil. O livro foi recusado várias vezes por diferentes editoras. Segundo o autor, no prefácio da primeira edição inglesa de 1945, o livro era “inconveniente”, e a recusa das editoras em publicá-lo era um sintoma de um processo de enfraquecimento da tradição liberal ocidental.

Continuar lendo “Resenha | A Revolução dos Bichos”

Conto | Cada Gota do Seu Sangue

Larissa perdeu outro dente naquela manhã. Era quase surreal a forma como uma tarefa tão banal como escovar os dentes, assumia mais a cada dia que passava um aspecto de auto-tortura e flagelo.

O dente, o incisivo central superior que ainda vinha resistindo em sua boca e que assumira um aspecto amarelado ao longo da última semana, como um reflexo doentio do estado físico decadente que se apossara dela, repousava inerte na pia do banheiro, e por pouco não fora engolido pelo ralo. Um pouco de sangue tingia de vermelho a espuma do creme dental que decorava o dente perdido.

Era o sexto que ela perdia em duas semanas. Larissa fechou os olhos lacrimejantes e inspirou fundo, segurando o ar em seus pulmões. Sentiu o fraco sabor do creme dental sendo ofuscado pelo gosto forte e ferroso do sangue que ainda escorria em pequena quantidade da sua gengiva. Era uma sensação nova e inesperada.

Continuar lendo “Conto | Cada Gota do Seu Sangue”

Conto | Maldita Noite de Oktoberfest

DESABAFO – 10 de Julho de 2015

Recusaram outro conto meu. Já faz dois anos que escrevo e ainda não tenho um conto sequer selecionado para uma antologia. Talvez seja a minha insistência em escrever contos de terror. Já me disseram que tenho uma mania de inventar moda e tentar inovar demais. Quer saber? Que se fodam as antologias, e que se foda o que os outros pensam.

FIM – 11 de Julho de 2015

Este é provavelmente meu último post. Escrever talvez não seja para mim, e o meu ego já não suporta mais os golpes cruéis e desproporcionados da crítica, sempre dura e às vezes injusta. Assim sendo, não espere por novidades tão cedo.

Continuar lendo “Conto | Maldita Noite de Oktoberfest”

Resenha | Car Wars

Car Wars é um magnífico conto de ficção científica produzido pelo escritor e jornalista canadense Cory Doctorow, encomendado pela Melbourne’s Deakin University. A Universidade pediu ao autor que escrevesse um conto sobre o complicado processo de desenvolvimento e regulamentação dos carros autônomos, inspirado pelo ensaio The problem with self-driving cars: who controls the code? (O problema dos carros autônomos: quem controla o código?), também escrito por ele. Continuar lendo “Resenha | Car Wars”

Conto | A Torre de Marfim

No sonho, o elefante morto levanta em meio à multidão que o cerca e vem na minha direção. Quero fugir, mas meu corpo não obedece. Ele para diante de mim, e começa a falar. Sua voz está por todo lado e me causa arrepios pavorosos, pois não é som o que eu escuto, e nem poderia ser, pois metade da sua cabeça foi removida. O branco deve cair, o branco deve cair ele repete sem parar. É sempre assim no meu sonho.

Depois disso, o elefante colossal desaba e minha irmã começa a gritar, e eu acordo. Continuar lendo “Conto | A Torre de Marfim”

Conto | A Morte das Estrelas

Uma estrela se apagou no momento em que o Pai subia no telhado de casa. Com uma coberta de lã no ombro, ele escolhia onde pisar com cuidado, para não quebrar nenhuma telha. Enquanto isso, o Filho subia a escada de mão carregando num dos braços um grosso edredom com tema de flores que pegou no quarto dos pais.

O Pai estendeu a coberta sobre as telhas geladas no outro lado da casa, aquele que dava para os fundos, onde as luzes dos postes na rua não teriam nenhuma chance de atrapalhar a noite deles. Deitou-se e aguardou o filho em silêncio, encarando o zênite celeste com a curiosidade de uma criança. Continuar lendo “Conto | A Morte das Estrelas”

Resenha | Stories of Your Life And Others

Se você é um amante da ficção científica e está em busca de uma leitura desafiadora e extremamente original, Stories of Your Life And Others pode ser a escolha ideal para você. Nesta obra vencedora do Locus Award na categoria Melhor Coletânea, Ted Chiang nos presenteia com alguns dos melhores e mais ousados contos e noveletas da ficção científica contemporânea.

A coletânea conta com as oito primeiras histórias do autor, e inclui nada menos que três histórias vencedoras do Nebula Award e uma do Hugo Award. Cada uma delas é única e nos provoca o pensamento, forçando o leitor a adotar outros pontos de vista e a pensar fora da caixa. Continuar lendo “Resenha | Stories of Your Life And Others”

Artigo | Depression Quest

Se alguém ao seu lado estivesse passando por um episódio de depressão, você saberia dizer, com certeza, que esse é o caso? Saberia identificar os sintomas? Para muitas pessoas a resposta é não, e isso pode significar perder a oportunidade de ajudar alguém em necessidade. E é aí que entra o Depression Quest.

O objetivo dos desenvolvedores do jogo é duplo. Primeiro, ilustrar da forma mais clara possível com o que a depressão se parece, habilitando pessoas que nunca sofreram de depressão a entendê-la melhor. Segundo, fazer uma simulação tão real da depressão quanto possível, de modo que sofredores da doença venham a saber que não estão sozinhos, provendo assim algum conforto para essas pessoas. Continuar lendo “Artigo | Depression Quest”

Conto | Happy You

Instalar o Plugin da Felicidade foi a decisão mais difícil que já tomei, e também a mais burra e inconsequente. Mas as consequências dos maiores erros não vêm na forma de uma morte rápida e misericordiosa, não… elas espreitam em silêncio por muito tempo e quando aparecem se mostram opressoras e cruéis. Enquanto assisto impotente a lenta evolução da barra de progresso, alimento a esperança de que não é tarde demais para voltar atrás e salvar o pouco que me resta.

Há dois anos eu tinha tudo e me considerava a pessoa mais sortuda do mundo. Se bem que toda pessoa realmente apaixonada deve se sentir assim… eu tinha o melhor marido e uma vida crescendo dentro de mim. Minha barriga crescera bastante nos últimos sete meses e meu passatempo preferido era passar as tardes ensolaradas no bosque nos fundos de casa, sentada numa cadeira de descanso lendo um romance. Eu lia em voz alta, para mim e para o meu pequeno Guilherme. Quando não estava viajando, meu marido lia para nós três. Era uma coisa especial, uma coisa só nossa. Mas o que é bom demais dura pouco e numa noite chuvosa no auge do inverno eu perdi tudo isso. Continuar lendo “Conto | Happy You”