Notícia | Aniversariantes do Dia

Hoje no Conte Histórias lembramos de alguns aniversariantes que fazem a diferença no mundo literário:

Daisaku Ikeda

Foto de perfil do autor Daidaku Ikeda

Nascido em 1928 em Tóquio, Japão, Ikeda é filósofo, escritor, fotógrafo, poeta e líder budista japonês. Como meta de vida, estabeleceu propagar o budismo de Nichiren Daishonin para o mundo.

Com o intuito de promover a paz, a cultura e a educação, fundou instituições educacionais em vários países, incluindo o colégio Soka, no Brasil. Além das escolas, é sócio correspondente da Academia Brasileira de Letras, redige e entrega anualmente a ONU uma proposta de paz e ainda promove encontros com líderes políticos para promover diálogos entre os países.

Na literatura, é autor de ensaios, romances e poesias. Suas principais são obras Diálogo Sobre a Juventude, Felicidade e Uma Paz Duradoura. A série Nova Revolução Humana, ainda em produção, terá 30 volumes, e sua predecessora, Revolução Humana foi adaptada para anime por Shingo Araki, o mesmo de Cavaleiros do Zodíaco.

“Não faz mal que seja pouco, o que importa é que o avanço de hoje seja maior que o de ontem.”

Isaac Asimov

Foto de perfil de Isaac Asimov

Nascido na Rússia e criado nos Estados Unidos, bioquímico, professor e autor, Asimov (1920-1992) é considerado um dos três mestres da ficção cientifica, junto com Robert A. Heinlein e Arthur C. Clarke.

Autor prolífico, vendeu sua primeira história para a revista ” Amazing Stories” aos 19 anos. Com 38 anos, deixou de lecionar na universidade de Boston para se dedicar a escrita em tempo integral. Mesmo mundialmente conhecido pela ficção cientifica, a maioria de suas obras é de nao-ficção, passando também por gêneros como mistério e fantasia, somando-se mais de 500 livros, incluindo Colapso do Universo, O Cair da Noite, O Fim da Eternidade e a série Fundação. Algumas delas ainda obtiveram adaptações para o cinema como “Eu, robô” e “O Homem Bicentenário”.

“Se meu médico dissesse que só tenho seis minutos de vida, eu não ficaria alarmado, só começaria a escrever mais rápido.”

Naoki Urasawa

Foto de perfil de Naoki Urasawa

Natural de Tóquio, Japão, Urasawa (1960), é mangaká profissional e formado em economia. Ensinou “expressão moderna” como convidado na universidade de Nagoya Zokei e nas horas vagas é vocalista e guitarrista de uma banda de rock.

Com mais de trinta anos de carreira possui vários prêmios no currículo, incluindo Shogakukan Manga Award, Tezuka Osamu Cultural Prize, Kodansha Manga Award e o Eisner. Dentre seus principais trabalhos temos 20th Century Boys, Pluto e Billy Bat. Das suas obras, Yawara!, Master Keaton e Monster ganharam adaptação para anime.

“O grande segredo de quebrar as regras é fazer parecer que você as está seguindo”

Resenha | O Maior Show do Mundo

Sem spoilers

Uma casa. Trinta e seis câmeras. Doze participantes. Um lugar onde não há limites. Acho que você já ouviu isso em algum lugar. O que pode parecer um clichê à primeira vista, é na verdade só o pano de fundo da nova casa mais vigiada do Brasil.

Na trama de O Maior Show do Mundo, o autor A. R. Miranda eleva a tensão do reality a um outro nível, assim que um dos participantes aparece morto em circunstâncias misteriosas. Em pouco tempo, outros participantes morrem, para pânico dos confinados e desespero da produção e da polícia. Começa aí a corrida, que dessa vez envolve não só o prêmio em dinheiro, mas permanecer vivo até o fim do jogo.

Continuar lendo “Resenha | O Maior Show do Mundo”

Conto | Os Alunos

O diretor da escola estadual repetiu o ritual de toda sexta-feira e retirou as cartas dos alunos da caixa de sugestões/reclamações que havia ao lado de seu escritório. Parte do hábito era utilizar os minutos finais de seu almoço para lê-las, já que normalmente não haviam muitas. Ele se espantou ao destrancar a urna e ver que o volume de papel desta vez era o maior com o qual já se deparara.

Começou a ler as cartas de pronto para descobrir se o assunto delas era o mesmo. Não era estranho receber reclamações, mas estas costumavam acontecer pessoalmente, de pais preocupados ou de professores, durante as reuniões semanais.

Continuar lendo “Conto | Os Alunos”

Conto | Força da Natureza

Após horas de caminhada, o explorador viu algo que mudaria sua vida para sempre. As pernas cansadas fraquejaram quando ele parou para tomar fôlego e observar os itens a sua volta.

Itens. Mercadorias. Esses foram os termos que passaram pela sua mente assim que percebeu o que era a vastidão colorida que ele estava desbravando cada vez mais. A fonte de desejo era a floresta amazônica, onde, perto da fronteira com o Acre, o explorador soube que poderia encontrar não só plantas, mas também pedras raras para vender.

Ele se curvou e olhou com mais cuidado para uma planta roxa que não conhecia. Era raro que não reconhecesse algo da vasta flora do país. Desde as folhas roxas pontudas até os filamentos alaranjados, o espécime ganhou sua curiosidade, já que havia poucas como aquela naquela clareira. Já imaginava quais eram suas propriedades e o quanto poderia faturar com ela.

Continuar lendo “Conto | Força da Natureza”

Conto | Estátuas

É curioso como do nada paramos para pensar no quanto nossa visão do mundo muda com o tempo. Sempre fui muito observadora. Mal aprendi a falar e já perguntava e interagia com tudo o que via, vivo ou não. Mesmo sem entender algumas formas – só depois é que viria a “entender” o que era arte – mas já adorava observar e até dançar em volta de tudo e todos.

Costumo lembrar de mim como aquele bebê que vai tocando as coisas com cuidado, sentindo o mundo a sua volta e se maravilhando com cada descoberta. Chego a sorrir pensando nessa época em que tudo era novidade e parecia maravilhoso. As cores então, me hipnotizavam por horas. Adorava desde a forma como os fogos iluminavam o céu até os outdoors que mixavam imagens e palavras em histórias sem fim.

Continuar lendo “Conto | Estátuas”

Resenha | Os 13 Porquês

Os 13 Porquês (Ática, 2009) foi o livro de estreia do autor Jay Asher e está às vésperas de ganhar uma adaptação para a TV pela Netflix. A história acompanha Clay Jensen, um adolescente que recebe pelo correio uma caixa de sapatos com sete fitas cassete, onde Hanna Baker, seu primeiro amor, descreve as 13 razões que a levaram a acabar com a própria vida.

A ideia para o livro surgiu da história de uma parente próxima, que tentara o suicídio anos antes. O autor afirma que ela nunca conseguira estabelecer uma situação em especifica sem contar o que precedera ou o que se seguira a sua decisão, dando a ideia de que tudo afeta tudo.

Continuar lendo “Resenha | Os 13 Porquês”

Resenha | Magnus Chase e os Deuses de Asgard – O Martelo de Thor

Iniciada com A Espada do Verão (Intrínseca, 2015), O Martelo de Thor (Intrínseca, 2016) é a segunda parte da trilogia nórdica de Rick Riordan. A continuação da saga narra as aventuras de Magnus Chase, que agora tem a missão de ajudar o Deus Thor a recuperar seu martelo e evitar uma invasão de gigantes.

Os mesmos personagens do primeiro livro retornam para ajudar Magnus em sua nova empreitada. De seus companheiros da vida nas ruas, o anão Blitz e o elfo surdo Heart, até seus colegas do andar 19 no hotel Valhala, todos se unem mais uma vez para tentar impedir que o roubo martelo antecipe o Ragnarök e cause a destruição dos nove mundos. Continuar lendo “Resenha | Magnus Chase e os Deuses de Asgard – O Martelo de Thor”

Conto | O Menino no Retrato

O menino ajeitou a câmera atrás de si um pouco mais para a direita, olhou de esguelha, testando a expressão: ainda não. Queria a posição perfeita. O que ele queria demonstrar ainda era um mistério. Pelo menos, era assim que ele preferia pensar.

Tentou por um tempo escrever em um diário como se sentia, mas percebeu que algo ainda estava preso em seu peito. Nem a tinta, nem sua mente ou mesmo sua psicóloga entendiam, de verdade, o que se passava em seu coração. Continuar lendo “Conto | O Menino no Retrato”

Resenha | As Provações de Apolo – O Oráculo Oculto

E lá vem mais mitologia. Assim que soube que o autor Rick Riordan iria lançar mais uma saga sobre mitologia grega fiquei curioso sobre qual seria o resultado da nova empreitada. A trama é uma continuação direta de “Percy Jackson e os Olimpianos” (Intrínseca, 2005) e “Os Heróis do Olimpo” (Intrínseca, 2010) e se passa seis meses após este último, tendo como foco principal Apolo. O Deus sol foi punido por seu pai, Zeus, e transformado em um mortal comum (com espinhas e gordurinhas na barriga). O jovem tenta, de todas as formas, descobrir uma maneira de reverter a punição e fazer as pazes com seu pai, recuperando sua posição e poderes de volta. Continuar lendo “Resenha | As Provações de Apolo – O Oráculo Oculto”

Crônica | Cá entre nós

— Posso ir andando com a senhora?

— Eu estou com Deus, obrigada moço.

— Ai que ótimo! 3 é melhor ainda! Essa cidade anda tão perigosa a noite.

— É melhor eu apertar o passo…

— Eu estava mesmo rezando pra encontrar alguém pra não precisar ir sozinha. Esse caminho entre o metrô e o meu trabalho é super perigoso. Continuar lendo “Crônica | Cá entre nós”