Entrevista | Renata Ventura

Renata Ventura. Se você é um potterhead, provavelmente já ouviu esse nome. Carioca e fanática pelo universo do bruxo mais amado do mundo, Renata é a autora dos livros A Arma Escarlate e A Comissão Chapeleira, além de esperantista e criadora do projeto Harry Potter em Orfanatos.

Conheci a autora na Bienal do Livro de São Paulo no ano de 2012, enquanto estava na fila esperando para pegar o meu autógrafo com o André Vianco. Muito simpática, ela veio me apresentar o seu primeiro livro, A Arma Escarlate. Na época, achei sua proposta um pouco audaciosa. Um livro sobre um menino negro e morador de favela que descobre ser bruxo. Okay. Na hora fiquei com uma pulguinha atrás da orelha. Como é que essa moça vem me dizer que escreveu um livro sobre bruxos, baseado em Harry Potter, e ambientado no Brasil? Aquilo ficou na minha cabeça durante um bom tempo. Precisava ler e quando li, não me decepcionei. Sua escrita é maravilhosa e, embora seus livros tenham mais de quinhentas páginas, a leitura vence a intimidação de tantas folhas logo nas primeiras linhas.

Aproveitando a Bienal do Livro deste ano, aproveitei para entrevista-la. O resultado, vocês podem acompanhar a seguir: Continuar lendo “Entrevista | Renata Ventura”

Resenha | Como Escrever Diálogos

Chegamos à cereja do bolo. Sem dúvida alguma, diálogos são o ponto alto de qualquer história. Ao ler um livro, ou ver um filme, você dificilmente irá se lembrar das partes descritivas ou das cenas que mostram apenas uma paisagem, uma casa, alguém comendo um sanduba. Mas tenho certeza de que você tem algum diálogo da sua história preferida na ponta de língua. Ouso arriscar que um dos motivos de você adorar a história é este diálogo em questão. Sabe por quê? Diálogos marcam! Então é de se esperar que esta seja a ferramenta mais poderosa de um escritor. Não estou superestimando o poder do diálogo. Qualquer boa história pode fracassar se não tive diálogos bem construídos. Já sabendo de tudo isso é claro que as expectativas para este livro seriam astronômicas. Aliás, a frase: “Uma boa história pode fracassar se não houver um bom diálogo”, é incessantemente repetida neste livro, como um mantra. Continuar lendo “Resenha | Como Escrever Diálogos”

Resenha | Como Narrar Uma História

Recentemente resenhei o primeiro livro da Série Guias do Escritor – “Os segredos da Criatividade”, também da escritora Silvia Adela Kohan. Resolvi seguir com a minha leitura e resenha, partindo para aquele que julgo ser o próximo livro da série. Como não há definição de qual volume segue a continuação do outro e, claro, não há uma sequência obrigatória de leitura, acredito que o livro “Como Narrar uma História” seria o próximo da lista. Então, trago hoje, sua resenha. Ainda que não haja este mapa de qual caminho sua leitura deve seguir, fica evidente que o primeiro livro te prepara para este. Se você já sabe como funciona a criatividade, então, está na hora de começar a escrever. Continuar lendo “Resenha | Como Narrar Uma História”

Conto | Cartão de Crédito Platinum

O dinheiro compra tudo e ele, com os seus milhões, sabia bem disso.

Não foi nem um pouco difícil conseguir um daqueles aviões jumbo, muitas vezes usados no transporte de carga. Daqueles que têm uma porta monstruosa no final do bojo. Gastou uma parte da sua fortuna conquistada no mercado de ações alugando um para si.

Conseguir o piloto foi um pouco mais difícil. O roteiro da viagem não era dos mais convidativos. Quem, em sã consciência, toparia sobrevoar o Triângulo das Bermudas? Mas ele encontrou um veterano da Guerra do Iraque perturbado o suficiente e confiante ao extremo para aceitar aquela empreitada. Precisou de um pequeno desvio do trajeto, pois não sobrevoariam diretamente o lugar e, claro, uma quantia volumosa de dinheiro para massagear o ego do sujeito. Continuar lendo “Conto | Cartão de Crédito Platinum”

Resenha | Os Segredos da Criatividade

Um livro bem simples, com poucas páginas e cara de manual. É assim que se apresenta “Os Segredos da Criatividade” da Silvia Adela Kohan. E, honestamente, não me decepcionei. É claro que eu estava esperando uma fórmula mágica para me tornar uma escritora mais criativa e, principalmente, proficiente. Embora eu não tenha encontrado o pote no final do arco-íris, não irei desmerecer esta leitura. Muito pelo contrário. Este livro tem que fazer parte da biblioteca técnica de qualquer escritor. Continuar lendo “Resenha | Os Segredos da Criatividade”

Resenha | Como funciona a ficção

Um livro despretensioso com um título que chama a atenção. James Wood não foi modesto em querer dar uma aula sobre literatura ao longo dos séculos. Honestamente, ele não errou. Sem dúvida, o livro é uma aula para quem está nesta vida de contar histórias, como nós.

“Como funciona a Ficção” é um livro didático que não pode faltar na prateleira. A leitura é bem fluida na maioria das vezes e as páginas avançam num ritmo que permite a reflexão ao longo que as situações são expostas e analisadas. Continuar lendo “Resenha | Como funciona a ficção”

Artigo | O trabalho sanguinolento e visceral do escritor

No Brasil, ser escritor é narrar histórias escritas com o próprio sangue, direto do pulso.

Li algo parecido quando iniciei minha carreira de escritora. Na época, fiquei maravilhada com esses dizeres. Era simplesmente poético. Teria tatuado facilmente, gravando esta frase para sempre na pele. Um pouco exagerado realmente, mas até hoje considero uma das maiores verdades sobre a vida de autor nacional. Continuar lendo “Artigo | O trabalho sanguinolento e visceral do escritor”

Crônica | O dia em que o calendário me sacaneou

Esta semana tem feriado, eles disseram. Será que ninguém olhou para o maldito calendário ou só estavam brincando comigo? Domingo não é dia para se ter feriado! Como é que alguém no mundo ainda não bolou uma lei suprema em que feriados não podem cair no domingo? É um desperdício de feriado! Continuar lendo “Crônica | O dia em que o calendário me sacaneou”