Conto | Gritos1 min de leitura

Estou de cama há mais de um mês. Um acidente no trabalho. Passo o tempo todo aqui. Minha esposa vai trabalhar e só me resta ficar em casa sem muito o que fazer.

Coisas ruins acontecem todos os dias. Mas hoje é diferente. Logo começo a ouvir os gritos em um prédio não tão próximo. O desespero. Sinto cheiro de fumaça e o pânico se espalha rapidamente. Aquelas pessoas estão correndo. Consigo ver que o fogo está se espalhando logo e não demora para que algumas pessoas comecem a pular lá de cima. Sons ocos caindo no chão e berros daqueles que assistem o espetáculo mórbido.

Se eu estivesse lá poderia fazer alguma coisa. Poderia salvar a todos, apagar o fogo. Vejo a capa vermelha. Uma lágrima escorre pelo meu rosto. Do que adianta ser o Superman se eu perdi todos os meus poderes?

Choro copiosamente enquanto me lembro dos dias em que eu ia ao alto e avante.

Só restam as lágrimas. Nada mais.

Cesar Gaglioni

Cinéfilo e nerd, Cesar escreve sobre séries de TV, games e música no Jovem Nerd e escreve sobre todos os outros mundos possíveis em seu tempo livre. Amante do terror e do drama, tem Kerouac como seu ídolo pessoal. Editor do site Oligarquia Pop e um fanático por literatura, está escrevendo “O Fim de Quem eu Fui”, seu primeiro romance.

Últimos posts por Cesar Gaglioni (exibir todos)

Comentários

comentários

Deixe uma resposta