Resenha | Como funciona a ficção

Por: Camila Servello Aguirre

Da série Livros para Escritores

Um livro despretensioso com um título que chama a atenção. James Wood não foi modesto em querer dar uma aula sobre literatura ao longo dos séculos. Honestamente, ele não errou. Sem dúvida, o livro é uma aula para quem está nesta vida de contar histórias, como nós.

“Como funciona a Ficção” é um livro didático que não pode faltar na prateleira. A leitura é bem fluida na maioria das vezes e as páginas avançam num ritmo que permite a reflexão ao longo que as situações são expostas e analisadas.

Não se trata de um livro puramente cheio de teorias e regras, como aqueles livros teóricos de graduação. O autor não está ali para te ensinar a escrever. Você é apresentado a várias obras e uma análise crítica de quem sabe o que está falando. O que funciona ou não na hora de escrever é confrontado com exemplos reais de escritores consagrados. É muito interessante ver que até mesmo grandes narradores têm aspectos negativos, segundo a visão de Wood, em suas obras.

Claro, o próprio livro demonstra o quanto a literatura evoluiu ao longo dos séculos e traz essa reflexão ao leitor. Como escrevi anteriormente, não espere encontrar uma receita de bolo. Em nenhum momento você irá se deparar com um “faça assim e ponto”, mas sim com um “olha, assim tem dado melhor”. Cabe a você decidir se o que é apresentado ali funciona no seu texto e na sua maneira de escrever.

Um ponto negativo da obra é o seu estrangeirismo. Sendo um livro que veio de fora, sua bibliografia se baseia em livros ingleses e americanos, muitos antigos. Isto, em determinados momentos, deixa a leitura um pouco complicada e até mesmo chata de prosseguir. Obviamente, alguns dos livros citados não serão encontrados com facilidade no Brasil se você tiver interesse em ler toda a história e fazer a mesma análise que Wood propõe. Isso não te impede de buscar em obras nacionais o mesmo senso crítico e aprendizado empregados por ele. E também, textos mais antigos, pelo menos para mim, acabam sendo um tanto quanto enfadonhos na escrita, por isso em alguns momentos sofri uma travada na leitura.

No aspecto geral, o livro é muito bom e está recomendadíssimo. Pretendo ler novamente e tê-lo sempre à mão, como referência na hora da escrita. Não tenho dúvida que me tornei uma leitora ainda mais crítica depois de lê-lo e uma escritora mais preparada em deixar minhas histórias ainda mais atrativas aos leitores.


Card alaranjado com a foto e a mini bio da escritora Camila Aguirre. A foto dela está do lado esquerdo, com o nome logo embaixo. Ao lado da foto, do lado direito do card, está escrito a mini bio da escritora.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s