Artigo | Escrita Criativa5 min de leitura

Ao longo dos anos, muito se questionou, e ainda se questiona, sobre a relevância e o lugar da Escrita Criativa no Brasil. Embora o termo seja insignificante para muitos, abre infinitas possibilidades para os interessados no assunto.

A Escrita Criativa é usada para designar o ensino da literatura como ofício e arte dentro da universidade. Confesso que, por gostar muito de ler e escrever, sempre tive o desejo de aprimorar técnicas de escrita, apesar do famoso e constante “essa profissão não dá dinheiro; só estrangeiro consegue viver disso; você vai morrer de fome”.

Na época do vestibular optei pelo Direito; a profissão que mais tinha a ver com meu perfil. E, devo admitir, foi uma das melhores escolhas que já fiz. As coisas não precisam, necessariamente, se anular. Todo escritor iniciante precisa ter em mente que o mercado editorial é um labirinto e que a competição é grande. Buscar uma profissão com maior estabilidade, no entanto, nunca me impediu de escrever textos relacionados a gêneros diferentes, viver apaixonada pela fantasia, navegar por mares cheios de monstros, anjos, dragões, e pesquisar sobre cursos de aperfeiçoamento da escrita. Um sonho não acaba com a possibilidade do outro.

Eles podem se complementar.

Foi em uma dessas pesquisas que encontrei a informação de que a Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), conhecida como o principal polo de Escrita Criativa em ambiente acadêmico, a única a oferecer doutorado nesse campo na América Latina, além da Oficina de Criação Literária, ministrada pelo professor e escritor Luiz Antônio de Assis Brasil, adicionou, a partir do Vestibular de Verão de 2016, o Curso Superior de Tecnologia em Escrita Criativa ao seu rol de opções disponíveis para egresso na faculdade.

Trata-se de um curso de graduação tecnológica inédito no Brasil, mas comum em países como Canadá, Inglaterra e Estados Unidos. Ligada à Faculdade de Letras e integrado à Comunicação Social, o curso abrange conteúdos de áreas como Administração, Marketing, Filosofia e História e é voltado para a criação textual, relações entre literaturas e demais mídias, produção de roteiros teatrais e audiovisuais, crítica, fundamentos estéticos do texto, estudo de textos não literários. Além disso, aborda aspectos de editoração, ilustração e adaptação de narrativas para outras linguagens.

De acordo com o coordenador do curso, Bernardo Bueno, a iniciativa da PUCRS tem como objetivo formar profissionais com experiência na criação de textos literários ou não-literários, abrir novas portas tanto para os amantes de literatura e aspirantes a escritores, como para as demais áreas e adaptá-los a um mercado cada vez mais exigente, faminto por criatividade e flexibilidade, em busca de profissionais versáteis e inovadores com capacidade para exercer atividades que envolvam o texto criativo em suas diferentes formas.

As aulas têm foco principal na gramática, linguística, poesia, narrativa visual, literatura e cinema, além de games e roteiros. Os alunos, inclusive, passam por uma disciplina de empreendedorismo, e entram em contato com laboratórios de criação, literatura de massa (policial, ficção científica, fantasia), autores clássicos e contemporâneos, o mercado editorial, a história do livro, e muito mais.

O curso apresenta quarenta vagas por semestre e é noturno, com duração de dois anos e meio (aproximadamente 1700 horas entre disciplinas presenciais e semipresenciais), e o formando pode atuar como escritor, editor, agente, revisor de texto, redator publicitário e roteirista, em diferentes gêneros e linguagens, utilizando livros, periódicos, ilustrações, internet, mídias sociais, podcasts, editores de texto e imagem. O curso forma profissionais criativos, dinâmicos, inteligentes, artísticos, que saibam mexer com várias formas de linguagens diferentes.

O TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) inclui um ensaio teórico e uma criação literária, indo desde coletâneas de contos, poemas, até romances.

Então, fica a dica para não só aqueles que se interessam pelo assunto e planejam cursar a primeira faculdade, como para o público já inserido no mercado de trabalho. É uma excelente oportunidade para quem curte criar e contar histórias. As portas estão abertas, assim como as mentes, com essa nova opção de graduação.

Uma coisa é certa: a Escrita Criativa está sendo cada vez mais reconhecida e o curso é de uma experiência imensurável. Ainda mais levando em conta que é relativamente curto para uma formação; voltado para a prática, sendo indicado para quem quer trabalhar com criação no dia a dia; e uma fonte de conhecimento infindável, usando o ambiente acadêmico para fomentar a criatividade e o aprimoramento de técnicas por meio da troca de experiências entre colegas e profissionais, preparando o egresso para o mercado editorial.

O valor do curso pode ser encontrado no site da PUCRS.

Algumas instituições renomadas que oferecem o curso:

Lembrando que a PUCRS também oferece:

  • Oficina de Criação Literária que pode ser encontrada aqui.
  • Um mestrado em Escrita Criativa: 12 vagas/ano.
  • Um doutorado em Escrita Criativa: 10 vagas/ano.
  • Um curso de extensão à distância.

Referências: 

Vitória Castro

Nasceu em julho de 1995, em Taubaté-SP, cursa Ciências Jurídicas e Sociais na PUCRS, em Porto Alegre, onde mora. É formada em Inglês e Espanhol, aspirante à escritora e passa a maior parte do tempo em que não está envolvida com a faculdade afundada em livros e séries. Filha de militar e professora, tem vida de nômade e viaja nos fins de semana para ver a família. Acredita em bruxos, lobisomens e que, com um pouco de talento e esforço, tudo é possível.

Últimos posts por Vitória Castro (exibir todos)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário. É importante para nós! ;)