Artigo | Jornada Literária – Storytelling

Nesta série exclusiva do Conte Histórias, vamos percorrer todos os caminhos que compõem a criação literária, da ideia à edição, passando pela criação de universos e personagens. Um espaço ideal para quem deseja conhecer as técnicas de contar histórias ou mesmo descobrir a matéria-prima que compõe a ficção.

Storytelling

Minha curiosidade sobre storytelling – ou sobre a melhor maneira de se contar uma história – começou ainda na infância. Consumia HQs e desenhos animados em quantidade industrial e tentava repetir o que via enchendo cadernos e mais cadernos com essas histórias, bem antes do termo fanfic se popularizar. Quando a adolescência chegou, me interessei por entrevistas de mestres como Stan Lee e Frank Miller na esperança de entender o funcionamento de suas mentes brilhantes. Anos depois, os quadrinhos passaram a dividir espaço com a literatura, mas a paixão pelo processo criativo continuou.

Continuar lendo “Artigo | Jornada Literária – Storytelling”

Conto | Quando a noite chega

Isabela bateu a porta atrás de si, os dedos tremendo enquanto buscavam a fechadura. Suor escorria por todo o corpo e as mãos deslizaram no metal frio da chave, sem conseguir girá-la com firmeza e trancar a porta.

As pernas e os braços também começaram a tremer, como se estivessem sofrendo com pequenos espasmos ocasionados por um choque intenso. O tornozelo direito gritava de dor, incapaz de sustentar o corpo ferido por muito mais tempo. Ela se jogou no chão de terra úmida com um gemido quase inaudível, a mão ainda agarrada à maçaneta destrancada.

Continuar lendo “Conto | Quando a noite chega”

Resenha | Vidas Muito Boas

Antes de tudo, é preciso dizer que “Vidas Muito Boas” (Editora Rocco, 80 páginas com tradução de Rita Vynagre) não é um novo romance de J.K. Rowling. Trata-se, na verdade, da transcrição do discurso da autora como paraninfa na Universidade de Harvard em 2008. Inclusive, o texto foi escrito em primeira pessoa, voz narrativa que Rowling não costuma usar em seus livros. Porém, não se deixe enganar, pois se trata de uma obra tão inspiradora quanto qualquer aventura contada pela criadora de Harry Potter.

Continuar lendo “Resenha | Vidas Muito Boas”

Top 10 – Mais lidos de 2017

2017 foi um ano bastante agitado para o Conte Histórias, com um monte de conteúdo novo para você. Foram 16 novos contos, 3 crônicas, 15 resenhas e 3 artigos, além de 3 entrevistas incríveis com escritores brasileiros. E tudo isso você pode conferir aqui.

Quer saber quais são nossos posts de maior sucesso? Abaixo, preparamos uma lista com os dez posts mais lidos de 2017:

10º – O goleiro da Cidade de Deus – Crônica
“Zezé não nasceu na Cidade de Deus, mas a Cidade de Deus nascera e crescera com ele. Sua família fora uma das muitas que foram desalojadas na Gávea e alocadas na nova comunidade na Zona Oeste do Rio de Janeiro. No entanto, ninguém nunca pediu alguma autorização a essas famílias…”
Por: Adele Lazarin

Continuar lendo “Top 10 – Mais lidos de 2017”

Notícia | Aniversariantes do Dia – 02/01/2018

Hoje no Conte Histórias lembramos de alguns aniversariantes que fazem a diferença no mundo literário:

Daisaku Ikeda

Foto de perfil do autor Daidaku Ikeda

Nascido em 1928 em Tóquio, Japão, Ikeda é filósofo, escritor, fotógrafo, poeta e líder budista japonês. Como meta de vida, estabeleceu propagar o budismo de Nichiren Daishonin para o mundo.

Continuar lendo “Notícia | Aniversariantes do Dia – 02/01/2018”

Top 10 – Adaptações de livros em 2018

Opção é o que não deve faltar. 2018 promete trazer uma série de adaptações literárias para o cinema e até para mídias relativamente novas como a Netflix. Então, acomode-se e confira as principais emoções que o Ano Novo nos reserva.

10º – “Aniquilação”

Vencedor do Prêmio Nebula de 2014, o livro de Jeff VanderMeer traz a história de um grupo de cientistas composto apenas por mulheres cuja missão é investigar a Área X, um local conhecido por suas mudanças ambientais, mas também pelo desaparecimento de diversos profissionais que se aventuraram por lá. Natalie Portman é a estrela do longa-metragem que será lançado no Brasil em 22 de fevereiro.

Continuar lendo “Top 10 – Adaptações de livros em 2018”

Crônica | Tradição de Natal

24 de outubro.

— Amor, me ajuda a montar a árvore de Natal?

— Meu bem, ainda estamos em outubro!

— Pois é, só faltam dois meses para o Natal e quero aproveitar a nossa decoração ao máximo.

— Você quer dizer que AINDA faltam dois meses para o Natal, né?

— Ah, amor, o centro da cidade já está todo decorado.

— É claro, as lojas precisam vender.

Continuar lendo “Crônica | Tradição de Natal”

Resenha | O Maior Show do Mundo

Sem spoilers

Uma casa. Trinta e seis câmeras. Doze participantes. Um lugar onde não há limites. Acho que você já ouviu isso em algum lugar. O que pode parecer um clichê à primeira vista, é na verdade só o pano de fundo da nova casa mais vigiada do Brasil.

Na trama de O Maior Show do Mundo, o autor A. R. Miranda eleva a tensão do reality a um outro nível, assim que um dos participantes aparece morto em circunstâncias misteriosas. Em pouco tempo, outros participantes morrem, para pânico dos confinados e desespero da produção e da polícia. Começa aí a corrida, que dessa vez envolve não só o prêmio em dinheiro, mas permanecer vivo até o fim do jogo.

Continuar lendo “Resenha | O Maior Show do Mundo”

Resenha | Tartarugas Até Lá Embaixo

Após um hiato de seis anos do lançamento de “A Culpa É Das Estrelas”, John Green está de volta. Em “Tartarugas Até Lá Embaixo” (Editora Intrínseca, 256 páginas, com tradução de Ana Rodrigues), o autor estadunidense conta a história de Aza Holmes, uma jovem de 16 anos que luta contra uma doença mental enquanto investiga o misterioso desaparecimento de um bilionário, cujo paradeiro pode render uma vultosa recompensa.

Continuar lendo “Resenha | Tartarugas Até Lá Embaixo”

Resenha | Penumbra

Neste mês de novembro, chega às livrarias, pela Editora Leya, Penumbra, o novo livro de André Vianco. Nesta surpreendente história, acompanhamos a pequena Lana que, ao acordar na Penumbra, um lugar é que é sempre uma alvorada eterna ou um crepúsculo sem fim, precisa deixar a teimosia de lado e esquecer tudo o que mais ama, pois só assim poderá seguir com sua jornada. No entanto, ao se recusar e desafiar a velha e ressequida babá Osso Duro – a guardiã das crianças que vão parar naquele lugar, Lana desperta perigos que só poderá enfrentar ao lado da dita senhora com aspecto de caveira.

Continuar lendo “Resenha | Penumbra”